O VCV completou sua maioridade plena

By 9 de fevereiro de 2015Festival de Vitória

Abertura 21º VCV _ 12_set_2014 _foto_ Gustavo Louzada  (4)
Em 2014, o Festival de Vitória – Vitória Cine Vídeo (VCV) completou sua maioridade plena neste ano, consolidando sua posição de maior evento de audiovisual do Espírito Santo. Entre 12 e 17 de setembro, cineastas jovens e veteranos, produtores, atores, profissionais do audiovisual e jornalistas de todo o Brasil se reuniram em Vitória para prestigiar uma extensa e diversificada programação com exibições, lançamentos, homenagens, concursos, oficinas e premiações. A 21ª edição do VCV selecionou para suas diversas mostras 77 filmes, entre curtas e longas-metragens, de 12 estados brasileiros. Abertas ao público com entrada franca, todas as sessões serão no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, com público estimado em mais de 20 mil pessoas.

O 21º VCV apresentou as tradicionais 18ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas-Metragens e a 4ª Mostra Competitiva Nacional de Longas-Metragens; a 3ª Mostra Foco Capixaba, com uma seleção de filmes locais; 3ª Mostra Corsária, com filmes de caráter alternativo e experimentais; a 4ª Mostra Quatro Estações, com produções que abordam a temática da diversidade sexual; o 15º Festivalzinho de Cinema, sessão voltada para o público infanto-juvenil. Além destas, nesse ano duas novas mostras fizeram parte do Festival: a Mostra Outros Olhares, as Sessões Especiais VCV e a I Mostra de Animação.

Também integraram o Festival as aguardadas homenagens a ator e diretor Paulo José, e à jornalista e atriz capixaba Glecy Coutinho; a exibição da versão restaurada digitalmente do clássico do cinema brasileiro, “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade; e também os concursos de Roteiro, de Mídias Alternativas e de Web Séries, as oficinas profissionalizantes, lançamento de livros, revistas e Dvd’s, além de debates e encontros com pesquisadores de cinema, realizadores e o público.

Essa maratona cinematográfica de seis dias premiou 28 realizadores com o tradicional Troféu Marlin Azul. A programação contou mais de 40 horas de exibições de curtas e longas-metragens vindos de 12 estados brasileiros e que foram escolhidos entre mais 400 produções inscritas e vindas de todo o Brasil.

A curadoria foi formada pelo do professor e cineasta Erly Vieira Jr., pelo cineasta e crítico de cinema Rodrigo de Oliveira e pela programadora de audiovisual e produtora Rosimeri de Assis Barbosa, que montaram a programação em nove mostras competitivas e paralelas para atender a públicos variados. Os júris das mostras competitivas e dos concursos do também foram formados por profissionais renomados da área audiovisual de todo o Brasil.

21º VCV 13_Set_2014 _ Foto Cláudio Postay (5) 2

Além das sessões

Junto com as exibições, que acontecerão no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, o 21º VCV ainda promove o 16º Concurso de Roteiro Capixaba e 3º Concurso de Mídias Alternativas. Este ano, uma outra novidade é o 1º Concurso Nacional de Web Séries. Trata-se de uma aposta na difusão de conteúdos multimídia e nos novos formatos audiovisuais e contará com um júri formado pela coordenadora de Conteúdo e Novas Mídias no Canal Brasil, Gesiele Vendramini, e pela Diretora Senior de Talento e Música para a Viacom (MTV, VH1, Nickelodeon e Comedy Central), Anna Butler.

O evento ainda contou com oficinas de formação na área audiovisual, além de debates e encontros com pesquisadores de cinema, realizadores e o público em geral. A cada ano, o VCV tem se firmado enquanto espaço para novos talentos e de reconhecimento da carreira de profissionais já consolidados. Maior evento do audiovisual no Espírito Santo, o Festival de Vitória, por meio de sua extensa programação, é uma janela para filmes inéditos ou fora dos circuitos comerciais e cumpre a importante tarefa de aproximar os realizadores do público.

Para a Diretora do VCV, Lucia Caus, o Festival de Vitória contribui para o pleno exercício da cidadania cultural dos criadores e dos espectadores e tem o compromisso de contribuir com o desenvolvimento da produção audiovisual brasileira, a reciclagem dos profissionais capixabas, a democratização do acesso da população aos bens culturais e a formação de plateia. “Comemoramos a maioridade plena do VCV com a consagração desse evento que faz parte da agenda cultural do Espírito Santo e no circuito nacional de festivais de cinema. Em 2014, além de anteciparmos o Festival, realizamos as suas principais sessões em um espaço menor que o das edições passadas. Mas também avançamos com a criação de novas mostras voltadas para públicos que frequentavam o VCV de maneira ainda tímida. Isso ampliou as janelas de exibição para o cinema brasileiro e ainda atraiu novos espectadores. Além da difusão de filmes brasileiros, o Festival é um momento de intercâmbio e que promove a reciclagem dos profissionais capixabas”, afirma Lucia.

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o Festival de Vitória – 21º Vitória Cine Vídeo contou com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, do BNDES, da Petrobras e da Rede Gazeta. Foram parceiros do Festival o Governo do Espírito Santo – por meio de sua Secretaria de Estado da Cultura, o Instituto Sincades, a Prefeitura Municipal de Vitória e o Canal Brasil. O Festival também contou com o apoio da Link Digital e com patrocínio da Lei Rubem Braga / Prefeitura de Vitória com apoio da ArcelorMittal, e foi contemplado na seleção pública do Programa Petrobras Cultural.

Galpão Produções

About Galpão Produções